História

Em 29 de junho de 1915, um grupo de dirigentes do antigo Terra Santa Futebol Clube estavam insatisfeitos com a situação do time, e decidiram se reunir para fazer mudanças. No dia em que a cidade de Petrópolis festejava a data de São Pedro, foi fundado o Serrano Futebol Clube, nome sugerido por Guilherme Frederico Kozlowsky, um dos antigos dirigentes, em homenagem ao lugar onde nasceram.

 

Azul e branco foram as cores escolhidas para compor o uniforme do clube que, ao longo dos anos, se tornou o mais popular e querido de Petrópolis. O Serrano foi o primeiro clube campeão oficial do município. Na conquista do tricampeonato, o time começava a despertar a atenção dos demais adversários. Considerado um dos emergentes do futebol do Rio de Janeiro, o Serrano misturava bom futebol com a paixão de sua torcida.

 

A atuação do clube não se restringiu apenas ao futebol. O Serrano teve equipes de hóquei, uma das mais fortes do Brasil, basquete, tênis de mesa, vôlei, entre outros. Mas foi no futebol, que o clube fez história, principalmente depois que ingressou no profissionalismo, em 1979. Grandes ídolos, como Milton, que integrou a seleção brasileira olímpica de 1988, o goleiro Acácio, que foi reserva na Copa do Mundo de 1990, Anapolina, que em 1980 eliminou as chances do Flamengo de conquistar o tetracampeonato estadual e Garrincha, um dos maiores craques brasileiros, passaram pelo Serrano.

 

Após anos de conquistas e superação, vitórias e derrotas, alegrias e tristezas e, acima de tudo, anos de amor a um ideal, o Serrano Futebol Clube hoje continua em busca de títulos com os times de futebol de campo e futsal, levando alegria e emoção a todos os petropolitanos.

 

Fatos marcantes da história do Serrano:

 

1915 – Ano de fundação do clube.

1916 – Eleição do primeiro presidente do clube, Antônio Marques.

1918 – Por iniciativa do Serrano, foi fundada a Liga Petropolitana de Esportes, oficializando o futebol em Petrópolis. Ano do primeiro título conquistado pelo Serrano.

1920 – Primeiro grande jogo interestadual contra o Fluminense F.C. , que tornou o Serrano conhecido em todo o Brasil.

1925 – Vencendo o Fluminense A.C. de Niterói por 4 a 0 na final, o Serrano conquista seu primeiro título do Campeonato Fluminense de Futebol.

1932 – O time de basquetebol do Serrano conquista o primeiro campeonato.

1945 – O Serrano conquista o título de ´´O Clube mais que querido da cidade“, promovido pelo jornal Tribuna de Petrópolis.

1945 – Vencendo o Goytacaz F.C. de Campos na final, o Serrano conquista seu segundo título do Campeonato Fluminense de Futebol.

1951 – Inauguração do Estádio Atílio Marotti.

1956 – Com 100% de aproveitamento, o Serrano conquista o título de campeão da zona metropolitana do Campeonato Fluminense de Futebol e classifica-se para as finais, não realizadas por falta de datas.

1980 – O Flamengo foi derrotado pelo Serrano, com o gol antológico de Anapolina e que eliminou todas as suas chances de conquistar o tetracampeonato estadual.

1992 – Campeão da Segunda Divisão Estadual.

1999 – Bicampeão da Segunda Divisão Estadual.

2011 – Campeão de Juniores da Terceira Divisão Estadual.

2015 -  Serrano completa 100 anos de fundação.

2016 -  "Camisa com História não morre", campanha criada pela Frente Azul, ganha o Brasil, arrecada recursos para início do retorno do Serrano ao futebol profissional.

 

Fundado em 1915, o Serrano conquistou duas vezes o Campeonato Fluminense de Futebol, nos anos de 1925 e 1945.

 

Em 1980 o Serrano participou da Primeira Divisão do Campeonato Carioca. Naquela edição, o clube petropolitano enfrentou o Flamengo, então atual tricampeão carioca e campeão brasileiro. O time do clube da capital era repleto de craques, como Zico, Tita, Adílio, Leandro e Júnior.

 

Na partida disputada em uma noite chuvosa e fria no Estádio Atílio Marotti, o Serrano bateu o Flamengo por 1 a 0, placar que acabou com o sonho flamenguista de conquistar o tetracampeonato carioca. Aos dezenove minutos de jogo, o ponta-esquerda Elimar Cerqueira, conhecido como Anapolina, que era o terceiro reserva do time e só ganhou a vaga porque o titular foi vendido, dias antes, toma a bola de Zico no meio-campo e passa a bola para Humberto. O lateral dá a bola ao centroavante Luiz Carlos. O atacante tenta o chute para o gol, mas a bola resvala em Júnior e tira os zagueiros do Flamengo do lance e Anapolina bate para o gol, sem chances para Raul Plassmann. O goleiro do Serrano, Acácio, ainda salvou o time nas inúmeras oportunidades que o Flamengo teve até o apito final.

 

No mesmo ano o clube disputa o Campeonato Brasileiro da Série B e fica em quinquagésimo-sétimo lugar.

 

Em 2005 e 2006, o Serrano participou do Campeonato Carioca da 2ª Divisão, fazendo uma campanha pífia, terminando em último.

 

Em 2007, o clube não pôde participar de nenhum campeonato profissional. Mas, em 2008 houve o retorno do clube aos campeonatos profissionais, disputando o Campeonato Carioca da Segunda Divisão, porém, com a pior campanha da competição, foi rebaixado para a Terceira divisão estadual.

 

Em 2009, o Serrano disputou o Campeonato Estadual da Terceira Divisão das categorias de Juniores e Profissional.

 

Na categoria de Juniores, o time fez uma péssima campanha e não avançou na competição, não passando nem mesmo da 1º fase. Uma infeliz eliminação precoce. No profissional chega apenas à segunda fase e é eliminado da competição.

 

Em 2011 o time de juniores do Serrano venceu o campeonato estadual - série C. Na final o Serrano derrotou o Goytacaz no primeiro jogo por 1 x 0. No segundo jogo, jogando fora de casa, arrancou o empate em 0 x 0 e foi Campeão.

 

Em 2012, o Serrano é eliminado da terceira divisão do campeonato carioca, mais uma vez, na segunda fase da competição.